Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Goiás costumava ter um dos cassinos mais extravagantes

Mesmo sob a estimativa de que o mercado de jogos possa gerar cerca de R$ 50 bilhões em impostos e 70 mil empregos, o Brasil ainda é um dos poucos países que considera jogos de apostas como atividades ilegais. Mas nem sempre foi assim e o passado guarda recordações glamurosas.
Loading...
Image Main
Fonte: Reprodução

A proibição dos jogos de apostas em casas físicas vigora no Brasil desde os tempos de Getúlio Vargas. São mais de 70 anos que a decisão é sustentada por argumentações de cunho moralista e religioso, que apresentam objeções como a de que atividades desta natureza poderiam corromper famílias. Por outro lado, há mais de 30 anos foi proposto um Projeto de Lei, o PL 442/1991, que busca reverter esta situação. 

O texto do PL 442/1991 originalmente proposto por Renato Vianna (PMDB/SC) trata da regulamentação de cassinos e jogos de apostas.O texto inclui modalidades como roletas, cartas, dados, bingos, loterias, apostas de cotas fixas, apostas online e até mesmo o polêmico do jogo do bicho. 

O sabor do glamour

Após definição de comissão especializada para a atualização do texto, o PL foi aprovado na Câmara dos deputados em fevereiro deste ano faltando apenas apreciação do Senado e sanção presidencial para entrar em vigor. Estima-se que o Brasil poderia arrecadar cerca de R$ 50 bilhões em impostos e gerar 70 mil empregos direta e indiretamente caso as atividades em cassinos e cassinos resorts voltassem a acontecer no país.

Enquanto isso não acontece, os brasileiros são consideravelmente ativos em plataformas de jogos online. Com fácil acesso aos melhores jogos, é possível encontrar comentários sobre cassinos aqui para obter o melhor do entretenimento online. A presença assídua de brasileiros nestes espaços virtuais são uma das provas incontestáveis do seu apreço pelos melhores jogos de cassinos.

Em arquivos que datam dos glamurosos tempos em que cassinos ainda atuavam em território nacional, também é possível encontrar registro de cidades inteiras que sobreviviam da fortuna oriunda dos jogos. O que mostra o sucesso destas atividades entre os brasileiros. Em Poços de Caldas, Minas Gerais, o Palace foi criado para ser um luxuoso cassino da década de 1920. A cidade de Lambari teve o Cassino do Lago, que foi desativado e restaurado como museu recentemente. Mas o maior empreendimento fica por conta do Palácio Quitandinha, construído de 1941 a 1944 em Petrópolis para ser o maior cassino hotel da América do Sul.

Terra de reis e rainhas

Durante SEUS poucos anos de funcionamento, o Quitandinha foi palco de acontecimentos históricos, como a assinatura do tratado que determinou a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Seus luxuosos salões receberam grandes personalidades como Getúlio Vargas, Carmen Miranda, Walt Disney e Bing Crosby, mostrando a badalação do espaço durante a década de 1950. 

A realeza também faz parte da história do Palácio Quitandinha já que foi um empreendimento de Joaquim Rolla, “O Rei da Roleta”. Joaquim nasceu em família humilde em 1988. Foi vaqueiro, açougueiro, tropeiro e construtor de estradas antes de se tornar o maior empreendedor na área de casinos, relata biografia escrita por João Perdigão e Euler Corradi.

 

Anúncio
Loading...
Image
Anúncio
Loading...
Image