O CANAL DE NOTÍCIAS DO PORTAL CATALÃO
www.catalaonoticias.com.br
categorias
    • ENQUETE
      Você é a favor ou contra o cancelamento do horário de verão?
      Selecione uma op��o abaixo.
      A favor
      Contra
  • 02 de Ago / 2019 - Entretenimentos
    Dia Internacional da Felicidade, digo, da Cerveja!
    Hoje, 2 de Agosto é comemorado o Dia Internacional da Cerveja e para te ajudar a entrar no clima deste sextou temático, uma entrevista especial com o cervejeiro Gustavo, da aclamada Cervejaria Templária.

    O Dia Internacional da Cerveja começou como uma celebração em 2007, num bar em Santa Cruz, na Califórnia. Mas desde então, se expandiu para se tornar um evento mundial. 
    Celebrações estão previstas em diversos países e no Brasil não é diferente.


    Cerveja é a 4ª bebida mais consumida no mundo, ficando atrás do apenas do café, chá e leite. 


    Difícil não querer comemorar dando honras à bebida, certo?! 
    E que tal experimentar um sabor da nossa terra e melhor ainda, uma cerveja artesanal, fresca e com uma variedade para agradar qualquer paladar! 

    Para dar vez a essa ação, convidamos o Cervejeiro Gustavo ‘Templar’ Rodrigues, da Cervejaria Templária, para falar um pouco mais sobre essa que é uma das maiores paixões do brasileiro, a cerveja.


    Gustavo, o 'forjador' da cerveja Templária. (foto: Divulgação Cervejaria Templária). 


    Catalano, Gustavo é Analista de Sistemas e Cervejeiro, com a cara do empreendedorismo, transformou uma paixão em seu negócio, e que negócio. A Cervejaria Templária já acumula diversos prêmios e uma gama de consumidores não apenas de Catalão, mas de todo país.

    Portal Catalão: Como surgiu sua paixão pela cerveja:

    Gustavo: Numa tarde ensolarada em Uberlândia, cidade em que eu trabalhava e estudava, um amigo que eu não via há anos me chamou para ir a um festival de cervejas de uma cervejaria artesanal da cidade. Nunca tinha experimentado e também não estava muito afim de sair no dia. Pela amizade de infância eu acabei indo. Chegando lá, tinha um ar muito massa, música boa rolando, povo bonito e 6 torneiras com cervejas diferentes. Tomei todas (risos).
    Esse meu amigo disse na época, que o dono daquela cervejaria ensinava o pessoal a fazer cerveja em casa e as vagas para a próxima turma - já na próxima semana - estavam acabando. Estavam nada! A minha tava garantida! Fiz minha inscrição, fiz o curso, fiz minha primeira cerveja em casa numa panelinha e fogão residencial e foi!

    Portal Catalão: O que te levou a investir no segmento?

    Gustavo: Não estava satisfeito trabalhando na área de computação. Queria investir em algo que gostasse, mas pra falar a verdade nem sabia o que, já que cerveja era só um hobby. Como o ramo da computação estava (e sempre estará) aquecido, inicialmente pensei em uma fábrica de jogos para celular, mas ficar na computação realmente não estava nos planos. Como eu gostava muito de fazer cerveja e tínhamos um espaço não utilizado numa propriedade da família, pensei "Por que não uma fábrica?", isso depois de muito fazendo. Na época o Brasil tinha umas 300 fábricas, hoje já são 1000 regularizadas pelo Ministério da Agricultura. 

    Portal Catalão: Quais dificuldades encontrou no percurso? 

    Gustavo: O que mais tem é dificuldade (risos). 
    Empreender no Brasil é muito ingrato. Mas alguns pontos pesaram mais, como a falta de compromisso com mão de obra, equipamentos, muita burocracia, milhões de órgãos envolvidos, taxas e taxas e mais taxas que você não sabe pra onde vão, "juventude" do ramo, "os entendidos do assunto" e por aí vai. 

    Portal Catalão: Para você, o que a cerveja representa?

    Gustavo: Para mim a cerveja não é só uma bebida, que você vai ali no boteco tomar uma e vai embora. Aquele famoso ditado "popular" contemporâneo é muito certeiro quando fala que "Eu nunca fiz e você nunca fez amizade tomando leite.”, ou coisa parecida.

    Cerveja é a bebida mais democrática do universo, é uma das bebidas mais consumidas do mundo, assim como o chá e o café. Além de ser um grande agregador social, onde você sempre sai pra "tomar uma com os amigos", ela serve como alimento, você pode harmonizar a bebida com alimentos, tem centenas de estilos diferentes, então você pode escolher o que achar melhor para qualquer ocasião da vida. Não é porque eu sou apaixonado com isso não, mas o negócio é bonito demais! 

    Portal Catalão: As cervejas Templária concorreram e já ganharam alguns concursos, fale mais sobre.

    Gustavo: Verdade, já estamos com 3 anos de atividade e 3 medalhas (2 nacionais e 1 internacional) no currículo.

    Bom, concursos são um meio para você saber se sua cerveja está realmente dentro do esperado. Você (e centenas de outras cervejarias) manda amostras para o concurso, que conta com vários juízes para analisar as amostras. Tudo é feito às cegas, o juiz não sabe qual cervejaria está julgando. Aparece uma cerveja na frente de estilo X e o cara preenche a ficha de avaliação com notas e feedback.

    Participar de concursos é bem caro, mas é uma forma de ter uma análise mais fria e honesta do que você está fazendo. Acho que estamos no caminho certo.

    Nossas medalhas foram:
    Prata Concurso Brasileiro da Cerveja - Blumenau 2017 (Amand Porter)
    Bronze South Beer Cup (Copa Libertadores da Cerveja 2018) - Amand Porter
    Ouro concurso Brasileiro da Cerveja - Blumenau 2019 (Cruzada Pale Ale Experimental) 


    Amanda, e a premiada Amand Porter (foto: Divulgação Cervejaria Templária). 

    Portal Catalão: Qual o segredo para uma se produzir uma boa cerveja?

    Gustavo: Para falar a verdade não tem tanto segredo assim não. Primeiro de tudo, tem que estudar muito! A cada dia aparecem técnicas e ingredientes novos, então tem que ficar antenado toda hora nas novidades.
    Cursos são importantes, mas a prática é mais. Sem colocar a mão na massa não vai, então tem que sempre unir as duas coisas. 
    O que faz a comida de um bom Chef uma boa comida? É a mesma coisa.
    Estudos, prática, desenvolvimento de técnica, escolha de ingredientes. Acho que resume bem. 

    As cervejas têm combinações variadas que podem tornar uma refeição ainda mais saborosa, o sommelier é quem indica as combinações (foto: Divulgação Cervejaria Templária). 


    Portal Catalão: O que faz um bom sommelier?

    Gustavo: O bom sommelier é feito de estudos diários. Em leitura, degustação e atendimento. Bom, né? Trabalhar degustando cervejas... Mas não é tão simples assim.
    O sommelier é o ‘caboco’ que vai criar a carta de bebidas de um estabelecimento (hotel, restaurante, bar...), que vai atender o cliente em dúvida sobre algum produto, que vai servir ou não determinada cerveja (se está ruim, não dá pra oferecer para o cliente). É a pessoa que vai cuidar da parte de bebidas e hoje o negócio está mais seguimentado. Temos sommeliers não só de vinhos, como era mais comum, mas cervejas, cachaça (cachaciê) e outras bebidas. É um universo a parte e é um trabalho bem desvalorizado, mas os que contratam e dão valor com toda certeza dão saltos mais altos. 


    Em 2019 atingiu-se a marca de mais de 1000 cervejarias no Brasil (foto: Divulgação). 


    A Cervejaria Templária é genuinamente catalana, e valorizar os produtos da nossa região é sem dúvidas um dos conceitos que inspiraram a comemoração do dia da cerveja. 

    Gustavo afirma que existe a cerveja certa para cada paladar, “É sempre muito bom esclarecer as coisas para quem tem curiosidade. Eu já ouvi um milhão e meio de pessoas falando "Ah, eu não gosto de cerveja, acho muito amargo...". Eu digo: "Calma!". Talvez você goste, e muito, só não achou a sua ainda! 

    Tem cervejas para todos os gostos. É só escolher o seu estilo preferido com paciência. Nada está perdido e o mundo não vai acabar agora. Dá tempo!”.

    0
    Comentarios
PORTAL CATALÃO INTERNET SERVICE LTDA
20 de Agosto, 1882, sala 1 e 2, Centro - Catalão - GO
(64) 3411-0748
e-mails
equipe
João Luiz Ribeiro, Bruno Felício, Jefferson Machado, Vinícius Ramos, Sibylle Machado, Laisse Calaça, Juliana Ribeiro.
SUBIR PÁGINA