O CANAL DE NOTÍCIAS DO PORTAL CATALÃO
www.catalaonoticias.com.br
categorias
    • ENQUETE
      Você é a favor ou contra a flexibilização do isolamento social?
      Selecione uma opção abaixo.
      Eu sou contra
      Eu sou a favor
  • 21 de Fev / 2020 - Entretenimentos
    Vai curtir o Carnaval? Confira dicas para não ter erro no rolê!
    Uso de preservativo, hidratação e alimentação: são dicas essenciais para curtir o Carnaval com saúde.
    De acordo com uma pesquisa apresentada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os dias mais de um milhão de pessoas contraem Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) no mundo. A cada ano, estima-se que 500 milhões tenham infecção genital pelo vírus do herpes simples e cerca de 376 milhões por infecção por clamídia, gonorréia, sífilis e tricomoníase. A maioria das ISTs não apresenta sintomas ou apenas sintomas leves que podem não ser reconhecidos, por isso a importância da prevenção.




    Na véspera do Carnaval, dicas como o uso de camisinha são primordiais para um curtir a festa com responsabilidade. Como orienta o médico infectologista, da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC), Eduardo Campos.
    "A prevenção das ISTs de uma maneira geral passa pela recomendação de usar preservativo. Sempre, em todas as relações e do início ao fim". 
    Um boletim apresentado em outubro do ano passado pelo Ministério da Saúde apontou que a taxa de detecção de sífilis em Santa Catarina é a maior entre os demais estados brasileiros. Os dados são referentes aos casos de 2018 e dizem respeito à contaminação adquirida, com transmissão através de relação sexual.
    "A sífilis e atualmente um problema de saúde pública global. É uma situação epidêmica e o Brasil passa por esse processo e Santa Catarina também", alerta o profissional.
    O uso do preservativo, tanto o masculino como o feminino, também é um importante aliado na prevenção de uma gravidez não planejada, destaca o médico.
    Atualmente existem medidas em relação ao HIV, a IST com maior importância em termos de preocupação mundial, para que pessoas que já se expuseram ao risco em uma relação sexual desprotegida, por exemplo, tenham chance de diminuir o risco de contaminação com o uso da profilaxia pós-exposição, com a utilização de antirretrovirais por um período de 28 dias.
    O médico recomenda outras atitudes que contribuem para um Carnaval com mais saúde.
    "Evite os excessos de álcool, evite o uso de drogas e procure fazer uma boa hidratação do corpo para evitar adoecimento por outras causas. Ao evitar o abuso de substâncias como álcool e drogas a pessoa terá mais controle sobre seu corpo e sua saúde", finaliza.
    Vacinação e higienização das mãos
    O aparecimento de uma nova variante do coronavírus, denominada 2019-nCOV, serve de alerta para a população. A adoção de hábitos de vida saudáveis e a atenção a cuidados básicos, como a "etiqueta da tosse" e a higienização adequada das mãos, precisam fazer parte do dia a dia das pessoas e são de fundamental importância durante o Carnaval, momento em que milhares de pessoas se reúnem para curtir a folia.
    "Diversas doenças infectocontagiosas, como o sarampo e a febre amarela, podem ser combatidas com vacinação. A higienização periódica das mãos é uma arma contra o contágio por vírus respiratórios, incluindo o próprio coronavírus",  diz o médico infectologista Rafael Osellame.
    Para ser efetiva a vacina contra sarampo e a febre amarela precisa ser aplicada dez dias antes da exposição ao vírus. Vale destacar que em 2020 Santa Catarina já registrou 47 casos de sarampo, sendo Florianópolis a cidade com situação mais preocupante.
    Hidratação
    O Carnaval costuma ser marcado pelos excessos, seja de alegria ou de bebidas. Para aproveitar somente o lado bom da festa, o jeito é apostar em estratégias que deem mais energia, como manter uma hidratação eficiente e uma alimentação o mais saudável possível. 
     "Beba água! Mantenha a sua garrafinha sempre por perto. Dessa forma você evita a desidratação, o mal-estar e ainda auxilia na eliminação do álcool do organismo. Pode aproveitar também para ingerir sucos de frutas e bebidas isotônicas", sugere a coordenadora do curso de enfermagem da Estácio de Sá, Carla Tatiana dos Anjos.
    Alimentação
    Para melhorar a disposição antes, durante e depois dos blocos de Carnaval, a nutricionista Fernanda Camargo dá algumas dicas. 
    "Dê preferência para alimentos leves. Não deixe de consumir carboidratos, pois é preciso uma boa reserva de energia para ter pique para folia. Opte por preparações com proteína assada ou grelhada e com pouca gordura. Fritura e molhos, tem difícil digestão, além de gerar mal-estar com toda a agitação. Se manter bem alimentado é essencial para reduzir os danos do álcool no organismo."
    A profissional alerta para o consumo de alimentos ofertados durante a festa.

    "Se for possível leve frutas e mix de grãos, e se for consumir algum alimento na rua prefira comprar em locais que já conhece e de boa procedência. Nada de arriscar e perder a folia com uma intoxicação alimentar."
    Fernanda destaca que consumir refrigerante para curar a resseca não é o indicado.

    "Assim como as bebidas alcoólicas, os refrigerantes e energéticos causam ainda mais desidratação, o que é extremamente perigoso. Mais um motivo para intercalar bebida alcoólica e água mineral."
    Protetor solar
    O Carnaval de rua concentra os foliões nos balneários e praças de várias cidades pelo Estado. Como muitos blocos se reúnem durante o dia um item indispensável, além da fantasia, é o protetor solar.
    Mesmo com maquiagem, a proteção deve ser garantida com um bom filtro.

    "É fundamental o uso de um protetor solar muito resistente à água e deve ser aplicado antes da maquiagem. Como provavelmente não será possível reaplicá-lo, opte por um filtro de FPS 50, e com a especificação de resistente ou muito resistente à água", sugere a dermatologista Mariana Sens, que destaca que os filtros físicos ou minerais duram mais tempo na pele em comparação aos filtros químicos.
    A dermatologista ainda indica o uso de maquiagens com fator de proteção solar, que nesse caso, podem ser reaplicadas durante a folia.
    "Existem pós compacto, por exemplo, com fator de proteção. É claro que não conseguem fazer a cobertura que um filtro solar em creme ou em gel faz, mas podem ajudar. Não dá para esquecer dos lábios, eles devem ser protegidos com o próprio filtro solar da face ou um específico para isso."
    Não esqueça de proteger as orelhas, pescoço e colo. Além do protetor, aposte em acessórios como um chapéu ou boné.












    0
    Comentarios
PORTAL CATALÃO INTERNET SERVICE LTDA
20 de Agosto, 1882, sala 1 e 2, Centro - Catalão - GO
(64) 3411-0748
e-mails
SUBIR PÁGINA