O CANAL DE NOTÍCIAS DO PORTAL CATALÃO
www.catalaonoticias.com.br
categorias
    • ENQUETE
      Você é a favor ou contra o cancelamento do horário de verão?
      Selecione uma op��o abaixo.
      A favor
      Contra
  • 01 de Ago / 2019 - Goiás
    Biólogo lança livro "Frutos e Sementes do Cerrado"
    Marcelo Kuhlmann reuniu em dois volumes, mais de 3 mil fotografias de 500 espécies do bioma, resultado de 10 anos de pesquisas. .

    Com mais de 12 mil espécies de plantas e mais de mil de aves e mamíferos, o bioma Cerrado é um dos mais antigos do planeta. 
    Localizado no coração do Brasil, está presente em 11 estados brasileiros e é sem dúvidas um dos mais ricos e belos, com a vantagem, de ser acessível ao olhos, pois grande parte de sua vegetação pode ser alcançada. 

    Embasado na máxima de conhecer para valorizar, Marcelo Kuhlmann que é biólogo e pesquisador, doutor em botânica pela UNB, há 10 anos decidiu pegar a câmera e conhecer o Cerrado mais de perto. 
    Agora, esses 10 anos de pesquisas e dedicação se tranformaram no livro: “Frutos e Sementes do Cerrado”, que em dois volumes aborda mais de 500 espécies de frutos do Cerrado e de animais frugívoros (que se alimentam de frutos, não causando prejuízo às sementes da planta), documentados em mais de três mil fotografias. 

    Para conhecer as espécies, é preciso preservá-las onde elas estão, e não é o que esta acontecendo. Segundo dados do fundo mundial para a natureza, a WWF, o Cerrado teria perdido 50% de área da década de 70 até o ano passado, desmatamento causado principalmente pela expanção das atividades agrícolas e pela agropecuária.
    O cerrado é considerado o berço das águas pois, nossas nascentes alimentam seis das oito grandes bacias hidrograficas do país, ou seja, desmatando o Cerrado, estamos compromentento  os recursos hídricos do Brasil.

    Marcelo fez mestrado sobre a interação entre a flora e a fauna do Cerrado. Observou que cada planta é mais propensa a atrair certos animais do que outra. Aves têm uma percepção muito aguçada das cores. Buscam frutinhos pequenos e coloridos fáceis de pegar e de engolir: “Frutos grandes, como a cagaita, o pequi, o cajuzinho são mais atrativos para os animais terrestres”, comenta Marcelo. “Os morcegos precisam de frutas de odor forte, como é o caso do pequi, mas a cor não é tão importante”.


    Marcelo Kuhlmann, que é biólogo, pesquisadore e doutor em botânica tem como paixão o Cerrado. 


    A aplicação da pesquisa tem múltiplos aspectos, mas Marcelo destaca duas: a recuperação de árvores degradadas e a alimentação humana. Com o conhecimento da interação entre fauna e flora, é possível planejar com mais eficácia a restauração ecológica por meio de plantios programados: “São os animais que dão continuidade ao processo de restauração ecológica. É um processo contínuo e dinâmico ao longo do tempo. E outra questão importante é que a maioria dos frutos que atrai a fauna serve para alimentação humana. Cataloguei 500 espécies, mais da metade são comestíveis. É uma biodiversidade imensa para a alimentação humana”.


    Um dos registros feitos pelo biólogo. 


    O pesquisador defende que é preciso que os frutos estejam presentes no cotidiano das pessoas para serem valorizados. Ele é consultor da Embrapa e não vê incompatibilidade entre a produção e a preservação: “O primeiro passo é conhecer para preservar”, argumenta. “Outra questão é que a cadeia agrícola brasileira está muito focada em monocultura e pastagens por causa da produção bovina. Só que a gente olha para essas áreas e constata que estão muito degradadas e com baixa produtividade. Cinquenta por cento do cerrado foi desmatado. A Embrapa tem tecnologias para usar o cerrado sem desmatar. Elas (as plantas) têm uso alimentar, medicinal e paisagístico. Para preservar, é preciso haver atividade econômica sustentável”.

    Pequiseiro, um dos símbolos do Cerrado. 


    Marcelo considera importante parar com a briga de ruralistas contra ambientalistas. A produção e a preservação devem caminhar juntas. “A gente entende a importância do agronegócio, mas o agronegócio precisa compreender que o ambiente saudável é relevante para a produção. Se não, vai começar a faltar água, os solos ficarão degradados e pouco produtivos. É preciso garantir os serviços dos animais dispersadores de sementes e polinizadores de flores que se transformarão em frutos. As coisas precisam caminhar juntas”.


    Informações: Correio Braziliense e G1. 

    0
    Comentarios
PORTAL CATALÃO INTERNET SERVICE LTDA
20 de Agosto, 1882, sala 1 e 2, Centro - Catalão - GO
(64) 3411-0748
e-mails
equipe
João Luiz Ribeiro, Bruno Felício, Jefferson Machado, Vinícius Ramos, Sibylle Machado, Laisse Calaça, Juliana Ribeiro.
SUBIR PÁGINA