O CANAL DE NOTÍCIAS DO PORTAL CATALÃO
www.catalaonoticias.com.br
categorias
    • ENQUETE
      Você é a favor ou contra a flexibilização do isolamento social?
      Selecione uma opção abaixo.
      Eu sou contra
      Eu sou a favor
  • 26 de Nov / 2019 - Goiás
    Homem dá flor, abraça e beija mulher, antes de matá-la
    Feminicídio aconteceu em Caldas Novas na última sexta-feira (22). Vítima deixa três filhas, de 9, 11 e 13 anos de idade.
    As polícias Civil e Militar prenderam Landson Kester, de 34 anos suspeito de matar a namorada em Caldas Novas. Segundo as investigações, a doméstica e babá Winaria Oliveira, de 30 anos, foi baleada momentos depois de encontrar o namorado em um ponto de ônibus, na noite de sexta-feira (22).


    Winaria Oliveira, de 30 anos, morta a tiros pelo namorado em Caldas Novas (Foto: Reprodução/Facebook).

    Duas testemunhas disseram à polícia que viram o momento em que o homem atirou contra a namorada. Segundo o depoimento delas, ele disparou quatro tiros contra a vítima.
    Winaria foi baleada momentos depois de encontrar o namorado em um ponto de ônibus, na noite de sexta-feira (22).De acordo com a Polícia Civil, ele chegou a beijar, acariciar e entregar uma flor à vítima antes de cometer o crime. A flor, inclusive, estava na mão da mulher quando ela foi encontrada morta.
    A primeira testemunha que depôs é uma mulher que estava no mesmo ônibus em que Winaria. A outra testemunha jantava em um bar próximo à cena do crime e relatou à polícia a mesma cena.
    O delegado regional de Caldas Novas, Gustavo Ferreira, disse ainda que, apesar de o autor permanecer calado durante o depoimento, deverá responder por homicídio qualificado.
    “Não tem como ele negar a autoria do crime porque essas testemunhas deram versões semelhantes do crime à polícia, embora estivesse em locais diferentes”, relata o delegado.
    A polícia vai ouvir familiares da vítima para entender como era o relacionamento do casal. Eles estavam juntos há 2 anos.
    “Aparentemente, o crime aconteceu por ciúme. Uma testemunha, que morava com a vítima, afirmou que o namorado era possessivo. Ele a levava e buscava no serviço”, informa Gustavo Ferreira.
    O suspeito deve ser ouvido pelo Judiciário na próxima quarta-feira (27), em audiência de custódia. Para o delegado regional, esse caso é diferente dos crimes passionais mais comuns porque aparentemente o casal vivia bem e estava juntos.
    “Embora ele fosse possessivo, não aconteceu um estopim para cometer o crime, como acontece na maioria dos casos”, conclui o delegado.


    Fonte: G1/Rafael Oliveira. 

    0
    Comentarios
PORTAL CATALÃO INTERNET SERVICE LTDA
20 de Agosto, 1882, sala 1 e 2, Centro - Catalão - GO
(64) 3411-0748
e-mails
SUBIR PÁGINA