O CANAL DE NOTÍCIAS DO PORTAL CATALÃO
www.catalaonoticias.com.br
categorias

  • 25 de Ago / 2010 - Moda e Beleza
    A chegada do primeiro filho traz uma série de dúvidas para os homens
    Estudo mostra que histórico familiar é fundamental na formação dessa nova identidade

    Quando um filho está a caminho, todos logo cercam a mãe de cuidados e orientações. Dicas de como agir, histórias de família, tudo ajuda a mulher a se preparar para a importante missão. Mas, e o pai? Cada vez mais presentes na criação das crianças, os homens muitas vezes se sentem perdidos na hora de definir qual é o seu papel na educação dos pequenos.

    Análise feita por um pesquisador da Universidade de São Paulo (USP) indica que, nesse momento, o que mais pesa é a história familiar. A atitude dos pais, especialmente os de primeira viagem, é fortemente influenciada pelo tratamento que receberam em casa quando ocupavam a posição de filhos.

    Um dos pontos avaliados pelo autor da pesquisa, Rubens Maciel, foi o senso de responsabilidade, considerado essencial para a educação de uma criança. Esse é um dos aspectos em que a relação com o próprio pai mais interfere na maneira como um homem trata seu filho. Aqueles que não tiveram uma figura paterna forte e presente acabam ficando mais perdidos na hora de lidar com seus filhos. Por outro lado, ter um pai presente e atuante ajuda os homens a compreenderem melhor o papel que podem desempenhar.

    O músico Luciano Marques, 41 anos, diz que, mesmo tendo todo o desejo de acertar na educação da pequena Helena, 7, fica perdido em alguns momentos. “Ser mãe é algo mais intuitivo, existem muitas referências. Já para o pai, não. A gente tenta, mas às vezes é bem difícil”, revela. Ele conta que não teve uma relação muito boa com seu pai. Na falta de uma referência positiva, Luciano usa suas lembranças para determinar como não agir com a menina. “Tive um pai distante e, com minha filha, procuro fazer exatamente o contrário, agir de maneira oposta àquela que meu pai agiu comigo”, afirma. “Quis ser pai para ser pai de verdade”, emenda.

    Na sua pesquisa, Maciel analisou a fundo o caso de quatro homens de 25 a 40 anos, todos residentes em São Paulo e passando pela primeira vez pela experiência da paternidade. Outra de suas constatações mais interessantes é que alguns pais criam expectativas exageradas sobre a paternidade. “Esses pais creem que, no futuro, a paternidade lhes trará um estado de grande satisfação, que os salvará de seus problemas e frustrações atuais. Eles acreditam, inclusive, que o filho será a salvação do casamento, motivo de orgulho e representará a felicidade da união”, conta o especialista.

    Para Luciano, a paternidade não ajudou a manter o seu casamento com a mãe de Helena, com quem mantém uma boa relação até hoje. “Apesar de não ter sido algo exatamente planejado, eu acho que ela veio na hora certa. Mesmo se eu tivesse me separado, creio que acabaria tendo um filho no meu próximo relacionamento”, conta. Hoje, apesar de morarem em casas separadas, pai e filha mantêm uma relação muito próxima. “Eu tento ser um pai muito presente, participar da criação dela”, completa o músico.

    *Correio Braziliense

    Fonte: Portal Catalão Notícias
    natalia@portalcatalao.com.br
    Fone: (64) 3411- 0748 | (64) 3411 - 5654


    0
    Comentarios
PORTAL CATALÃO INTERNET SERVICE LTDA
Rua José Saturnino de Castro, 30, Centro - Catalão - GO
(64) 3411-0748
e-mails
comercial@portalcatalao.com.br
financeiro@portalcatalao.com.br
ascom@portalcatalao.com.br
SUBIR PÁGINA