O CANAL DE NOTÍCIAS DO PORTAL CATALÃO
www.catalaonoticias.com.br
categorias

  • 03 de Ago / 2011 - Moda e Beleza
    Portaria amplia cobertura para mais 69 procedimentos
    De acordo com determinação da ANS, 41 cirurgias e 13 exames serão realizados por planos privados.
    A partir de 1º de janeiro do ano que vem os planos de saúde privados serão obrigados a cobrir 69 novos procedimentos, entre eles 41 cirurgias por vídeolaparoscopia e 13 exames. A Resolução Normativa 262 da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, foi publicada ontem no Diário Oficial da União ( DOU ). O rol, que é revisado a cada dois anos, é a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados de assistência à saúde, contratados a partir de 1º de janeiro de 1999.

    Um grupo técnico, composto por representantes da Câmara de Saúde Suplementar, que inclui órgãos de defesa do consumidor, representantes de operadoras e de conselhos profissionais, entre outros, participou da revisão. Durante 36 dias, entre abril e maio, consumidores, operadoras, gestores e prestadores de serviços puderam opinar sobre as mudanças através da Consulta Pública nº 40 da ANS. Das 6.522 contribuições, 70% partiram de consumidores.

    A maior parte dos procedimentos inclusos na cobertura obrigatória é formada por cirurgias realizadas por vídeolaparoscopia. São 41 cirurgias, entre elas a bariátrica (redução de estômago); a prostatavesiculectomia radical (retirada da próstata, vesículas seminais e gânglios linfáticos, muito usada em casos de câncer); a cirurgia para refluxo gastresofágico e o implante coclear (inserção de um aparelho que substitui as próteses tradicionais para pessoas com deficiência de audição).

    Um dos raros implantes cocleares feitos em Goiás teve como paciente a jovem Tatiane Rodrigues Azevedo de Almeida, 18 anos, a mãe da jovem, funcionária pública aposentada Josemália Azevedo de Almeida tentou a cobertura do implante pelo Ipasgo, mas teve o pedido negado.

    A Unimed, entretanto, depois de analisar a solicitação, cobriu a cirurgia. Como não teve a mesma sorte de 680 pessoas que receberam o chamado ouvido biônico financiado no ano passado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), Tatiane recorreu a um plano de saúde que atendeu ao pedido mesmo sem a obrigatoriedade. A família não conseguiria pagar a cirurgia e o aparelho que têm custos estimados em aproximadamente R$ 100 mil. Cerca de 300 mil pessoas no Brasil sofrem de problemas auditivos.

    Treze novos exames foram incluídos nos procedimentos com cobertura obrigatória, como a análise molecular de DNA dos genes EGFR, K-RAS e HER-2. Também foi ampliado o número de consultas para nutricionistas e indicações para terapia ocupacional.


    Fonte: O Popular

    0
    Comentarios
PORTAL CATALÃO INTERNET SERVICE LTDA
Rua José Saturnino de Castro, 30, Centro - Catalão - GO
(64) 3411-0748
e-mails
comercial@portalcatalao.com.br
financeiro@portalcatalao.com.br
ascom@portalcatalao.com.br
SUBIR PÁGINA